Ligue! 11 4587-1234   |    Whatsapp 11 99966-1446   |   Contate-nos

Arduíno

Arduíno faz parte da tecnologia e a maioria das pessoas mal sabe o que é, mas ouve comentários por aí.
O objetivo do Arduíno é justamente a ideia do “faça você mesmo”, conhecido pela sigla em inglês DIY (do it yourself).
Pessoas comuns ou envolvidas em desenvolvimento de projetos eletrônicos e robótica  curtem essa  ferramenta que nem é tão nova assim.
Se você pretende se  aventurar no universo do Arduíno, seguem algumas informações para te motivar.

Arduíno

O QUE É ARDUÍNO?

Arduíno é uma placa de prototipagem eletrônica de código aberto. O projeto, surgido na cidade de Ivrea, na Itália, em 2005, inclui hardware e software livre e visa oferecer ferramentas adaptáveis e de baixo custo para a criação de projetos interativos de diversas ordens.
Arduíno é uma plataforma formada por uma placa (Hardware) usada para construir o projeto e Arduíno IDE (Software) usado para instruir o que a placa deve fazer.

Para facilitar a compreensão, podemos comparar uma placa de Arduíno como uma base de Lego. Se você já brincou de Lego alguma vez, irá se lembrar da placa que servia como base para conectar as peças menores e montar o protótipo que queria.O Arduíno funciona dessa forma, uma placa onde sensores e componentes  são conectados e programados para resultar no que se pretende. Entendido isso, vamos para a linguagem mais técnica.

Profissionais da área da física, mecânica, eletrônica, softwares e programação já estão bem familiarizados com o mini computador (Arduíno). Porém, não são apenas os profissionais graduados que podem trabalhar com essa tecnologia. Qualquer pessoa criativa e que gosta da área pode se aventurar nesse segmento.

O que você pode fazer com o Arduíno.

Você pode utilizar-se dessa cultura de inovação para criar, consertar e modificar o que quiser e beneficiar diversas áreas da sociedade: desde segmento de diversão  (arte), melhorar equipamentos e seus respectivos desempenhos,  automação residencial  (ex.: automatizar a abertura de janelas de acordo com a intensidade da luz), automação industrial, impressão 3D, robótica, design, engenharia, música, saúde, etc.

Principais Modelos de Placas Arduíno

explora
Arduíno Explora
MEGA
Arduino Mega
NANO
Arduíno Nano
UNO
Arduíno uno

Cada modelo de Arduíno possui uma boa quantidade  de sensores e componentes em formato de módulos que podem ser utilizados nos projetos  a serem  construídos. Os módulos são  pequenas placas que contém sensores, componentes eletrônicos auxiliares como resistores, capacitores, circuito integrados e Led´s.

Existem placas de diferentes tamanhos, elas podem ser adaptadas aos mais variados projetos.

Uma placa Arduíno é composta, basicamente, por:
1. Microcontrolador: é o cérebro do Arduino. Este é o dispositivo programável que roda o código que enviamos à placa. Nesta placa o microcontrolador ATmega328 é utilizado, este dispõem de 32kb de memória flash e 2kb de memória ram.
2. Conector USB: conector que conecta o Arduino ao computador além de alimentar a placa.
3. Pinos de Entrada e Saída: pinos que podem ser programados para agir como entradas ou saídas fazendo com que o Arduino interaja com o meio externo.
4. Pinos de Alimentação: fornecem diversos valores de tensão que podem ser utilizados para transmitir energia elétrica aos componentes do seu projeto.
5. Botão de Reset: botão que reinicia o dispositivo.
6. Conversor Serial-USB e LEDs TX/RX: O conversor Serial-USB permite que o microcontrolador e o computador se comuniquem, nesta placa o microcontrolador Atmega16U2 é programado para agir como conversor. Os LEDs TX e Rx acendem quando o Arduino está transmitindo e recebendo dados pela porta serial respectivamente.
7. Conector de Alimentação: Permite com que uma fonte alimente a placa. Caso o Arduino esteja sendo alimentado pela porta USB e por uma fonte o hardware seletor escolherá automaticamente a melhor fonte.
8. LED de Alimentação: Indica se a placa está transmitindo energia.
9. LED Interno: LED ligado ao pino digital 13.

Com esses componentes é possível o desenvolvimento de projetos interativos como controlar LEDs, motores, eletrodomésticos, comunicação com computadores, smartphones, carros, etc.
Quais as possibilidades? As possibilidades podem ser infinitas.

COMO USAR ARDUINO?

As opções de utilização do Arduíno são inúmeras. Dá para criar brinquedos, aperfeiçoar equipamentos, automatizar a abertura de janelas de acordo com a intensidade da luz, medir a temperatura do ambiente, fechar portas automaticamente, criar robôs, e muitas outras.

Também é possível aplicar na área de impressão 3D, robótica, engenharia de transportes, internet das coisas, mecânica, inteligência artificial, música. Praticamente todos os setores podem ser influenciados por boas aplicações em Arduino.

Antes de ingressar no Universo Arduíno você precisa aprender a programar. Há uma série de tutoriais gratuitos na internet que podem te ajudar: Site “Lady Ada”    “Arduino Básico”, de Michael McRoberts; “Primeiros Passos com o Arduíno”, de Massimo Banzi ,”Programação com Arduíno” e “30 Projetos com Arduíno”, ambos de Simon Monk.

Existe também o site Arduino IDE, e o  Freeduino que contêm  informações  muito úteis   para seu aprendizado.

Se você estiver buscando uma forma acessível e prática de começar a projetos em robótica, o Arduíno em conjuntos com  módulos e outras placas fornecerá uma forma divertida e ótima para começar.